Usuário:      Senha:   
    
Perdeu sua senha?     Registre-se    
Medalhas Astrológicas Medalhas em Ouro Versőes sem pedra Anéis Brincos Correntes Gargantilhas Complementos da Medalha


Mapa Astral

Mapa Astral segundo Luis Angel

Tradicionalmente resumido em páginas de jornais e revistas, o horóscopo é fruto de uma disciplina antiga e muito mais profunda: a astrologia. Trata-se de uma forma melhor e mais aprofundada de conhecer o ser humano, a si próprio e ao próximo.

O mapa astrológico natal (elaborado a partir da primeira respiração do bebê) é a configuração do céu no momento exato em que a pessoa nasce, traçado a partir do ponto da terra em que ela se encontra. A partir dessa situação, descobre-se qual é o signo da pessoa, o ascendente e a posição da Lua. Com essas três informações, pode-se traçar o perfil fundamental da personalidade individual.

O Sol é o primeiro planeta a ser considerado na análise do mapa natal, porque representa o próprio princípio criador inerente a cada pessoa. Segundo Luis, há dois aspectos importantes sobre o Sol: na astronomia, é a estrela mais poderosa do sistema. “Todos os planetas giram ao seu redor, precisam de sua energia. Ele é o motor do nosso sistema”. O joalheiro faz um paralelo com a astrologia, onde o Sol também é a maior influência, determinando a essência.

O símbolo representando o Sol já diz tudo: um círculo com um ponto no meio. É a manifestação espiritual da nossa personalidade (o círculo no esoterismo é a representação do universo e da espiritualidade). Juntas, as posições da Lua determinando a forma ou a maneira de manifestação da essência , do ascendente apontando o destino e do Sol definem a identidade astrológica do indivíduo.

Image

Ao traçar e analisar os signos e seus aspectos, descobri que o mais importante na leitura de um mapa é a possibilidade de motivar as pessoas a uma busca interior. Sempre deixei claro que o mapa não traduz o destino", destaca Luis. "Ele serve como um degrau, que ajuda o ser humano a se conhecer melhor, possibilitando a escolha mais adequada para seus desejos. Por si só o mapa não consegue mudar um destino. Esse poder está na própria pessoa. Se você modifica suas atitudes, isso sim possibilita a mudança de rumos", assegura.

Para Luis, o cálculo do mapa astral é mais do que interpretar os símbolos. “Procuro sempre encontrar um novo sentido, uma leitura que induza a pessoa a rever sua subjetividade, reconhecendo seu aspecto ignorado, de modo a poder fazer novas escolhas e opções. É como um novelo de lã, que vou desenrolando junto com meu ouvinte”, diz. E assim, ele alinha a psicanálise, a astrologia e a joalheria, num trabalho sensível e original. Iluminado pelo sol.